Dossiê Fotografia Alagoana Fotografia

João Facchinetti e Alberto Lima – Multiplicando a fotografia em Alagoas

3ª edição - Dossiê Aqui Acolá Fotografia Alagoana

Os alagoanos Alberto Lima e João Facchinetti já gostavam e praticavam a fotografia, cada um a seu jeito, antes de se conhecerem. Mas o encontro e a amizade dos dois se revelaram como um forte impacto, causando enormes reverberações para a fotografia em Alagoas. Juntos, criaram um “monstro” – o grupo Perambular Fotográfico, que vem há 5 anos divulgando o conhecimento e a prática da arte fotográfica e dando oportunidade a vários amantes da área a exercitarem seus olhares e divulgarem suas produções.

Blog Aqui Acolá - João FacchinettiJoão Facchinetti

O alagoano João Facchinetti começou a brincar com a câmera aos 13 anos, por influência do pai que também gostava de fotografia. Quando tomou contato com a luz e se deu conta das possibilidades e resultados que ela produzia ao entrar na câmera e ser retratada numa imagem, sua vida mudou e ele permanece com a luz desse encantamento acesa até hoje.

Ainda adolescente fez um curso por correspondência pelo Instituto Universal Brasileiro e começou a conhecer as noções mais básicas da foto. Aos 17 anos, passava as tardes brincando no estúdio fotográfico de um amigo, aprendendo e experimentando os truques de revelação dos filmes. E seguiu pela vida com a câmera nas mãos.

Da série "Lagoa", de João Facchinetti
Da série “Lagoa”, de João Facchinetti
Da série "Lagoa", de João Facchinetti
Da série “Lagoa”, de João Facchinetti
Blog Aqui Acolá - João Facchinetti - Lagoa (2)
Da série “Lagoa”, de João Facchinetti
Da série "Lagoa", de João Facchinetti
Da série “Lagoa”, de João Facchinetti

“Em meados da década de 70 quando chegou por aqui a fotografia colorida foi uma coisa fantástica. Eu fazia as fotos e mandava para um laboratório em Manaus”, lembra aos risos. “Eles me mandavam as fotos e eu ganhava um filme grátis, que eu passava o mês inteiro pra gastar as 24 poses. Era o que a mesada dava pra fazer”.

De uns 10 anos pra cá, João vem investindo tanto em aprimorar os conhecimentos através de cursos em Maceió e fora do estado, como São Paulo e Salvador; como também em equipamentos. “A gente começa e ver e saber um pouco das coisas e quer produzir com uma qualidade melhor”, diz ele. “Passar do analógico para o digital foi uma readaptação meio difícil. Tive que reaprender alguns conceitos de fotografia e de 5 a 6 anos pra cá eu migrei de volta para o preto e branco”.

Ele conta que teve ajudas muito grandes em dois fotoclubes, o Clube do Clique por volta de 2010, e o Fotoclube Maceió; antes de formar o Perambular Fotográfico junto com Alberto Lima. “Posso dizer que a maior contribuição minha para a fotografia em Alagoas foi o Perambular”, revela. “Hoje no Facebook temos mais de 700 pessoas acompanhando e o grupo vem dando muitos filhos”.

Da série "Mar", de João Facchinetti.
Da série “Mar”, de João Facchinetti.
Da série "Mar", de João Facchinetti.
Da série “Mar”, de João Facchinetti.
Blog Aqui Acolá - João Facchinetti - Mar (1)
Da série “Mar”, de João Facchinetti.
Da série "Mar", de João Facchinetti.
Da série “Mar”, de João Facchinetti.

Entre os trabalhos do Perambular estão cinco exposições coletivas, sendo uma delas na Bienal Internacional do Livro de Alagoas em 2015; a mostra deste ano esteve no Sesc Centro e no Maceió Shopping. “Essa é a parte estrutural. Mas, indiscutivelmente, a maior alegria são as amizades e as pessoas maravilhosas que a gente encontra dentro do Perambular. Meu amigo Alberto Lima é um verdadeiro artista da fotografia. Admiro demais o trabalho dele, a sua busca por algo novo é muito bonita.

Outro cara que me inspira muito e faz um preto e branco maravilhoso é o Roberto Fernandes. Tem uma menina que eu tive a alegria de ser minha aluna chamada Lícia Moreira, que tem um bom gosto incrível, um olhar, uma delicadeza impressionante. E uma turma nova que vem fazendo muita coisa boa como a Luna Gavazza”.

João também se dedica a compartilhar seu conhecimento adquirido ministrando um curso de fotografia básica e recentemente montou um workshop sobre composição e linguagem fotográfica.

Da série "Sertão", de João Facchinetti
Da série “Sertão”, de João Facchinetti
Da série "Sertão", de João Facchinetti
Da série “Sertão”, de João Facchinetti
Da série "Sertão", de João Facchinetti
Da série “Sertão”, de João Facchinetti

A fotografia de paisagem é a que João mais se atrai. “Tanto as paisagens mais abertas quanto as que eu posso chamar de natureza morta”, diz. “Gosto de fotografar pessoas, e pessoas fazendo coisas. E um pouco de foto de rua, documental. Fiz um trabalho no ano passado fotografando as feiras livres de Alagoas que resultou em mais de 2000 fotos”.

Em suas andanças pelos cenários alagoanos, João já visitou boa parte do litoral norte, de Paripueira a São Miguel dos Milagres. Mais por dentro, foi a Viçosa, Pilar, Satuba, Pariconha, Pão de Açúcar, Santana do Ipanema, Palmeira dos Índios, Água Branca, Delmiro Gouveia, Piranhas. “Mas tenho vontade de rodar muito mais o estado, eu sou apaixonado pelo sertão. O ser humano do sertão me é muito interessante. Acho que essa região do sertão e margens do São Francisco é onde existe mais o cheiro de Nordeste”.

E assim, João Facchinetti continua seu caminho em busca da luz, na tentativa de melhor registrá-la através de seu olhar e de suas lentes. Aprendendo e ensinando. E renovando seu encantamento pelas pessoas e lugares onde chegam seus pés e seus olhos.

Alberto LimaAlberto Lima

Ter nascido em Maceió foi fator fundamental para que o desejo pela fotografia aflorasse em Alberto Lima. Tudo começou numa empreitada pessoal de conhecer todas as praias de Alagoas. Nessas viagens, ia tirando fotos para registrar os encantos naturais que encontrava pelas águas e terras por onde andou. Com o reforço e o elogio das pessoas pela qualidade das imagens e os diferentes ângulos que ele buscava, Alberto foi tomando gosto pela coisa.

Fez um curso básico no Sesc com Gustavo Boroni, e logo após entrou para o Fotoclube Maceió, até que decidiu formar o grupo Perambular Fotográfico junto com o amigo João Facchinetti. “Não uso nem o termo criar, porque o grupo é bem participativo e aberto, o Perambular é da coletividade”, diz ele. Com o apoio e incentivo de João para buscar sempre aperfeiçoar a fotografia artística, Lima conta que aprendeu muito com os encontros promovidos pelo Perambular Fotográfico.

Da série "Formas Naturais", de Alberto Lima
Da série “Formas Naturais”, de Alberto Lima
Da série "Formas Naturais", de Alberto Lima
Da série “Formas Naturais”, de Alberto Lima
Da série "Formas Naturais", de Alberto Lima
Da série “Formas Naturais”, de Alberto Lima

Em Maceió tem muita gente que gosta de fotografia, muitos profissionais e amadores que gostam da foto artística e a ideia é juntar mesmo essa galera para que cada um some e agregue ao outro”. Formado em 2012 e criado na Internet, o grupo já tem 5 anos de atuação entre expedições fotográficas e workshops voltados ao tema.

As fotos que eu gosto são muito voltadas para a natureza e paisagens, mas com detalhes específicos bem focados”, revela. “Um dos intuitos é causar uma certa dúvida sobre o que consiste a foto, justamente pra aguçar a curiosidade de quem está vendo”.

Fotografia de Alberto Lima
Fotografia de Alberto Lima
"Da série Luzes", de Alberto Lima
Fotografia de Alberto Lima
"Mandala", de Alberto Lima
“Mandala”, de Alberto Lima
blog Aqui Acolá - Alberto Lima -Premiada Concurso IMA
Fotografia de Alberto Lima premiada no Concurso IMA

Sua busca é por novos ângulos e novos olhares nas paisagens naturais. “Gosto de sair do lugar comum, de capturar cenas que normalmente passam despercebidas pelas pessoas. E às vezes é preciso até deitar no chão mesmo pra conseguir essas fotos”, revela.

Outra técnica usada por Alberto é a velocidade de exposição da máquina. “Essa foto com a qual eu fui selecionado no concurso ‘A praia é nossa’ do IMA (Instituto do Meio Ambiente) tem quase uns 2 minutos de exposição. Eu deixei a máquina esse tempo todo captando as luzes pra conseguir esse resultado, por ser uma foto escura, à noite”.

Perguntado sobre suas inspirações na fotografia, Alberto citou logo seu parceiro de Perambular, João Facchinetti. “É uma pessoa que me ensinou e me ensina muito. Ele quer ver as pessoas aprendendo e movimenta bastante o grupo, principalmente”, diz ele. “O Thiago Sobral também tem um trabalho muito interessante, muito robusto. Começamos a conversar bastante quando ele entrou no grupo e fez aquela exposição sobre as obras de Niemeyer; a Andrea Voss também tem um trabalho maravilhoso. Karla Melanias com a escanografia, é muito interessante e diferente.”

"Da série Luzes de Igatu", de Alberto Lima
Da série “Luzes de Igatu”, de Alberto Lima
"Da série Luzes de Igatu", de Alberto Lima
Da série “Luzes de Igatu”, de Alberto Lima
"Da série Luzes de Igatu", de Alberto Lima
Da série “Luzes de Igatu”, de Alberto Lima

Em sua trajetória com as imagens, já participou de muitas mostras fotográficas do Museu Pierre Chalita, de 4 exposições coletivas do grupo Perambular. Houve ainda a “Natureza que Aflora”, exposição que rodou a Bahia em 2016, culminando no Museu de Arte Moderna da Bahia. E “Sous” foi outra mostra coletiva focada em natureza que ficou em cartaz no Parque Shopping Maceió.

A minha pretensão hoje é crescer com a minha fotografia, aprender sempre e melhorar muito mais”, afirma. “Pretendo começar a colocar mais o meu trabalho para ser visto e apreciado externamente. Tenho planos de fazer uma mostra individual, mas preciso antes de tudo organizar um pouco o trabalho para começar a lançar algumas fotografias dessa série que estou desenvolvendo. A natureza com cores mais fortes, meio que fugindo do real pra causar essa curiosidade no público. Essa é a minha vibe”.

Este slideshow necessita de JavaScript.


*A fotografia que ilustra a capa do post faz parte da série “Mar”, de João Facchinetti

Confira também:

DOSSIÊ Fotografia Alagoana –1ª edição |  A poesia das formas em preto e branco de Luísa Patury e Tony Admond

DOSSIÊ Fotografia Alagoana –2ª edição | A simbiose fotográfica de Jorge Vieira e Thiago Sobral

Sobre fotografia alagoana – João Facchinetti e o amor pela fotografia

7 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: