Artes Desenho Exposições

A “Caos Arte” de Daniel Contin em cartaz no Sesc Centro  

Em cartaz até 31 deste mês na Galeria de Arte do Sesc Centro de Maceió, Efêmera Sutileza do Caos apresenta ao público trabalhos inéditos do cartunista e ilustrador Daniel Contin - mais conhecido no universo underground alagoano como Daniel Fuzarca. Sob curadoria de Milla Passan, a individual lança um olhar sobre as inquietações humanas e sua relação com a natureza caótica.

Em cartaz até 31 deste mês na Galeria de Arte do Sesc Centro de Maceió, Efêmera Sutileza do Caos apresenta ao público trabalhos inéditos do cartunista e ilustrador Daniel Contin – mais conhecido no universo underground alagoano como Daniel Fuzarca.  Sob curadoria de Milla Passan, a exposição lança um olhar sobre as inquietações humanas e sua  relação com a natureza caótica.

Daniel Contin- blog Aqui Acola (2)
Foto: Ricardo Maia

Da literatura marginal e subversiva dos fanzines para as paredes da Galeria do Sesc, Contin mantém  a veia provocativa evocando o “Caos” como temática para sua primeira individual.

Recortes de um mundo dinâmico e caótico, personagens desconexos, inquietação, profusão de detalhes que chegam ao limite, compõem obras incomuns, cheias de simbolismos e carregadas de ironia, que faz pensar sobre nossas relações, dos desejos ditos e não ditos, as angústias do mundo atual.

“O tema da minha arte é a não relação dos elementos que estão na obra. O tempo se congela em varias ações não relacionadas. Os personagens param nas ações que estavam fazendo no mesmo momento e apesar de estarem em um mesmo ambiente, eles não se correspondem. Você vê um cara bebendo… outro voando”, revela o artista.

Processo criativo

Foto: Álvaro Henrique

Das obras feitas em nanquim sobre papel “Inferno”, “Pirataria”, “Metrópole” e “Apropriação da natureza” se destacam pela riqueza de detalhes, personagens e humor.

Daniel Contin- blog Aqui Acola (5)
“Inferno”. Foto: Aqui Acola/ Júlia Maria Paredes
Daniel Contin- blog Aqui Acola (4)
“Metrópole”. Foto: Divulgação

Em serigrafia encontramos imagens do poeta Allan Poe, de Lampião e esqueletos esquentam os ossos com poses de Yoga.

Daniel Contin- blog Aqui Acola (1)

13590263_860356044108601_2583931454337419840_n

Da técnica mista, “Amenizar a Rotina Mecânica” e “Qualquer coisa que amenize essa rotina mecânica” nos instigam a refletir sobre a forma como levamos nossas vidas.

Daniel Contin- blog Aqui Acola (1)
“Qualquer coisa que amenize essa rotina mecânica”  Foto: Divulgação
AQUI ACOLÁ - DANIEL CONTIN - EFEMERA SUTILEZA DO CAOS
“Amenizar a Rotina Mêcanica”. Foto: Divulgação

E como nem tudo é caos, belíssimas flores coloridas também em nanquim sobre papel enfeitam a obra “Jardim Tropical” e animais silvestres povoam “Fauna e flora da Amazônia”, apontando, quem sabe uma saída para a efemeridade do caos nosso de cada dia.

Aqui Acolá - Daniel Contin - flores
Detalhe da obra “Jardim tropical”. Foto: Divulgação

Traço

De acordo com Milla Pasan, curadora da mostra, Daniel evoca o furor das imagens que permeiam a efêmera sutileza do caos. “A composição subversiva no seu traço provocativo nos encaminha a um emaranhado de personagens, como grandes e sombrios silêncios de vida própria. Tramados ininterruptamente estão à sátira o humor que fazem eclodir a confusão, a incerteza e a desordem, gerando em suas entranhas o seu filho mais criativo, o Caos.”

Daniel explica como surgiu o nome da exposição. Ouça!

Passan chama atenção ainda para a alma sensível de Daniel ao captar as nuances de um mundo agitado e efervescente, assim como um adestrador de vertigens que dialoga com as instabilidades do humano, evocando o furor das imagens. “Vibra a multiplicidade erótica, tudo fica de pernas para o ar. Uma bela visão das delícias do juízo final e daquilo que somos feitos, dos nossos apetites, medos e desejos”.  

Inicio

Diferente da maioria da criançada de sua época, Contin nunca foi muito chegado a TV e desde os cinco anos de idade tem o desenho como passatempo.  Nas aulas, mais desenhava que escrevia. Seus cadernos povoados de anotações gráficas já apontavam para algo que ele só depois de adulto passaria a encarar como arte. Ainda na infância viu seu pai fazer alguns pôsteres, fato que também o influenciou.

Foto: Acervo do artista

Mineiro de Barbacena, Daniel desembarcou em Maceió há mais de uma década. Em solo alagoano viu pouco a pouco seu desenhos, antes usado apenas como processo terapêutico e intelectual, ganhar forma e despertar interesses.

Em 2009, lançou a Revista Fuzarca com cartuns carregados de humor ácido e provocativo.  Desde então, tem mostrado seus trabalhos em eventos culturais espalhados pela cidade, a exemplo do Maceió Arte Movimento no Teatro Linda Mascarenhas.

Contin comenta sobre alguns nomes que influenciaram seu trabalho. Ouça!

Durante a exposição, o artista está ministrando oficinas gratuitas de fanzine e serigrafia.  As visitações poderão ser feitas até 31 de maio, de segunda a sexta, das 14h às 18 horas. Mais informações  pelos telefones 3201-1374 / 3201-1373.

Fuzarca Arte

Conheça aqui alguns trabalhos do artista que não fazem parte da exposição:

Este slideshow necessita de JavaScript.


Redes Sociais 

É possível acompanhar as produções artísticas  de Daniel Contin através das suas redes sociais –   Facebook Estação Fuzarca – estampas, quadrinhos e ilustrações e Instagram: Daniel Fuzarca 

um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: