Artes Guia de exposições

O blog Aqui Acolá divulga o ranking das 15 exposições mais interessantes de 2016 em cartaz em Maceió

Pelo segundo ano consecutivo, o blog Aqui Acolá elege o Ranking das 15 exposições mais interessantes que estiveram em cartaz na capital alagoana. Aproveitamos aqui para fazer um resgate destas mostras que encantaram o público em 2016. E você, concorda? Monte também seu ranking e vamos relembrar o esforço e talento dos nossos artistas.

1 – Mundaú – Roberto Fernandes | Galeria Gamma


Mundaú”, do fotógrafo Roberto Fernandes, conquistou a primeira colocação no nosso ranking de 2016, além de ser o 2º post mais visitado do ano. Através de imagens em preto e branco, retratou um dos símbolos mais fortes – e muitas vezes esquecidos – da identidade maceioense: a Lagoa Mundaú. As imagens mostraram a essência e a beleza de tudo o que vive para a lagoa e através dela. O pescador, a rendeira, o sururu, os mangues, as brincadeiras de criança – tudo foi capturado pelas lentes, olhares e sentimentos do alagoano. A individual ficou em cartaz na Galeria Gamma entre os meses agosto e setembro e algumas das imagens percorreram a Europa em exposição coletiva.

Relembre  AQUI  nosso post!


2- A lágrima das coisas – Hilda Moura | Pinacoteca da UFAL


Nossa segunda colocada é a exposição “A lágrima das coisas”, da artista alagoana Hilda Moura, que entrou em cartaz entre os meses de setembro a novembro, na Pinacoteca da Ufal.  Com telas e instalações carregadas de singeleza e intimismo, a exposição captou a atenção do público com uma reflexão sobre a alma feminina, partindo da infância até a maturidade, com pontos de conexão.

 Relembre  AQUI  nosso post!


3- Vento Nordeste – Rosivaldo Reis | Complexo Cultural do Teatro Deodoro


O nosso 3º lugar vai para “Vento Nordeste“, do artista Rosivaldo Reis. A mostra surpreendeu o público com intervenções espalhadas pela orla de Maceió e grande mostra no Complexo Cultural do Teatro Deodoro. A individual, batizada em homenagem aos ventos característicos do mês de novembro no Nordeste brasileiro foi construída a partir de materiais recicláveis – latinhas de cerveja e refrigerante, que se transformaram em infindáveis cata-ventos.

Relembre  AQUI  nosso post!


4- Marta Arruda – 30 anos |  Pinacoteca


Nossa 4ª escolhida foi à exposição “Marta Arruda – 30 anos” que contou, através das belíssimas e originais esculturas em aço, a trajetória de Marta Arruda, homenageando seu talento, criatividade e longevidade. A mostra entrou em cartaz em julho na Pinacoteca Universitária.

Relembre  AQUI  nosso post!


5 – Humor Gráfico em Alagoas: Homenagem a Hércules Mendes | Galeria do Cesmac


A exposição “Humor Gráfico em Alagoas: Homenagem a Hércules Mendes” destacou o talento do grande mestre do traço Hércules Mendes, reunindo em coletiva trabalhos de Enio Lins, Adnael, Adelmo Cândido, Cristina Gomes, João Sampaio, Jorge Félix, Léo Villanova, Manoel Viana, Nelson Braga, Spinassé e Billo. A mostra aconteceu em março na Galeria Cesmac de Arte Fernando Lopes. O artista alagoano Hércules Mendes, reconhecido por seu trabalho como cartunista e artista plástico, faleceu em novembro deste ano.

Relembre  AQUI  nosso post!


6- Alas | Galeria Gamma


A mostra “ALAS” composta por ensaios fotográficos de Felipe Camelo, Roberto Fernandes e Joaquim Prado, além de desenhos de Léo Villanova e cartuns de Enio Lins, confirmou de forma leve, mas intensa, o talento e a criatividade da arte alagoana, em qualquer das alas em que ela se encontre. A coletiva ficou em cartaz em maio na Galeria Gamma.

Relembre  AQUI  nosso post!


7- Rio Afogado – Paulo Calda e Jorge Vieira | Complexo Cultural do Teatro Deodoro


A exposição da dupla Paulo Calda e Jorge Vieira, “Rio Afogado” , tornou pública  imagens do Riacho Salgadinho e sua realidade dura e ao mesmo tempo suavizada pelas lentes de Jorge, junto com os trabalhos de mescla entre fotografia e ilustração de Paulo Caldas.

Relembre  AQUI  nosso post!


8 – Radiografia Urbana – Rogério Gomes e Vera Gamma | Galeria Gamma


A “Radiografia urbana II”, de Vera Gamma e Rogério Gomes, trata-se de um projeto itinerante, no qual modificações visuais e iconográficas vão acontecendo reguladas por novas experiências e observações absorvidas pelos artistas nas cidades onde a mostra vai acontecendo, sem que se perca a concepção fundamental do escopo originário: explorar a intimidade da urbe como elemento vivo sujeito à mutabilidade socioconjunturais.  A mostra que agora está em Maceió, foi inaugurada em fevereiro deste ano, em São Paulo, na Luis Maluf Art Gallery.

Relembre   nosso post – São Paulo Maceió


9 – Mestres Alagoanos – Levy Paz | Complexo Cultural do Teatro Deodoro


Levy Paz reuniu na exposição “Mestres Alagoanos” 43 ilustrações retratando grandes personalidades nascidas em Alagoas, através de uma das formas de arte mais populares – a caricatura. A mostra, além de ser um painel da vida cultural do estado, é também uma coletânea documental do artista. Os desenhos retratam desde os carnavalescos do Pinto da Madrugada como Marcial Lima, Marcos Davi e os irmãos Eduardo e Braga Lyra, até os inesquecíveis mestres do folclore alagoano como Mestre Benon e Mestra Hilda, passando também por figuras como Djavan, Hermeto Pascoal e Graciliano Ramos. A individual foi exposta em outubro no Complexo Cultural do Teatro Deodoro.

Relembre  AQUI  nosso post


10 – Marina e a Flora de Lá – Paulo Caldas | Galeria SESC Centro


A individual “Marina e a Flora de Lá”, declaração de amor do artista Paulo Caldas a filha caçula Marina – sua inspiração, cúmplice e parceira de aventuras -, apresentou 32 desenhos feitos em grafite, e nanquim sobre papel linho. A instalação ficou em cartaz estreou em junho na Galeria de Artes da Unidade de Cultura Sesc Centro de Maceió.

Relembre  AQUI  nosso post


11- Jardim em Suspenso – Karla Melanias | Pinacoteca UFAL


Os salões da Pinacoteca Universitária estão carregados de um cheiro de chão e de terra, mas ao mesmo tempo da vastidão dos universos. Essas sensações são provocadas pela exposição “Jardim em suspenso” da artista alagoana Karla Melanias, inaugurada em dezembro a instalação fica em cartaz até o mês de março de 2017.

Relembre  AQUI  nosso post


12 – Preto no Branco – Branco no Preto | Centro Cultural Arte Pajuçara


As vitrines do Centro Cultural Arte Pajuçara renderam-se à sutileza e o minimalismo das obras dos artistas: Eduardo Bastos, Gilvan Ciríaco, Lenny Lima, Lívia Maya, Nathaly Cavalcante e Yara Barbosa (Pão), que formaram a exposição “Preto no Branco / Branco no Preto”. A mostra, que ficou em cartaz  em julho, revelou linguagens e traços distintos, mas que dialogaram entre si ao modo em que capturaram a essência pura da arte do desenho: em duas cores opostas, mas que se completam – o preto e o branco.

Relembre  AQUI  nosso post


13- II Salão de Arte Contemporânea | Complexo Cultural do Teatro Deodoro


O “II Salão de Arte Contemporânea de Alagoas (SACA)” expôs trabalhos  produzidos por novos talentos da cena cultural Caetés. Entre colagem, desenho, escultura, fotografia, grafite, pintura e gravura, a coletiva apontou novos caminhos, olhares e possibilidades.  Foram selecionadas 50 obras para fazer parte da exposição, que aconteceu entre os meses de janeiro e fevereiro, no Complexo Cultural do Teatro Deodoro.

Relembre  AQUI  nosso post


14 – Caminhos – Jackson Lima | Galeria SESC Centro


Jackson Lima trouxe para Maceió suas belíssimas esculturas que puderam ser conferidas na mostra “Caminhos”, entre os meses de agosto e outubro, na Galeria de Artes da Unidade de Cultura Sesc Centro de Maceió. O artista de Limoeiro de Anadia trabalha com materiais recicláveis como plástico, ferro, vidro, madeira, papel, isopor e sementes de Ouricuri, entre outros itens reaproveitáveis. Suas obras são cheias de elementos simbólicos da região onde vive, santos católicos e personagens da cultura popular.

Relembre  AQUI  nosso post


15 – Coletivamente | Centro Cultural Arte Pajuçara


A exposição “ColetivaMente” reuniu  trabalhos de 11 artistas de diferentes estilos e estéticas. Além da beleza, criatividade e qualidade das obras expostas, a montagem deixou clara a crescente união dessa categoria em prol da valorização de seus trabalhos e a ocupação dos espaços na cidade de Maceió. A mostra ficou em cartaz em março no Centro Cultural Arte Pajuçara.

Relembre  AQUI  nosso post

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: