Artes intervenção Aqui Acolá

Eva Le Campion e a vida através da arte

Os olhos da alagoana Eva Le Campion quando se debruçam sobre as coisas da vida desencadeiam pensamentos que preenchem dez quadros na velocidade em que suas mãos produzem apenas um. Ela é a artista especial do mês de dezembro do Aqui Acolá, e contou sobre sua trajetória no mundo das artes visuais.

Os olhos da alagoana Eva Le Campion quando se debruçam sobre as coisas da vida desencadeiam pensamentos que preenchem dez quadros na velocidade em que suas mãos produzem apenas um. Ela é a artista especial do mês de dezembro do Aqui Acolá, e contou sobre sua trajetória no mundo das artes visuais.

12115963_1105029459524905_1727722197652345054_n

Segundo Eva, o gosto pela arte chegou inicialmente por uma afinidade genética. Sua mãe também pintava e Eva é sobrinha de Pierre Chalita, figura histórica da pintura alagoana.

“A primeira vez que tomei contato foi num trabalho escolar. Fiz o busto de Dom Pedro e ficou muito bonito, mas eu tirei zero porque a professora não acreditou que tinha sido eu. Foi o zero mais feliz da minha vida, porque eu vi que eu tinha a mão boa”, lembra ela.

A partir daí começou a praticar e desenvolver seu traço, principalmente retratando e copiando. Passou muitos anos estudando desenho e pintura com Chalita e em seguida partiu para o Rio de Janeiro e entrou em contato com os artistas do Parque Lage. “A pintura é como um vício. Ela sempre esteve presente na minha vida”, comenta. “Eu enxergava na arte um refúgio para tudo que eu via no meu mundo, na minha cidade, e me deixava inconformada.”

Trabalhando como assistente social, Eva descobriu o trabalho com o barro através das olarias e as cerâmicas.

“Isso me deu um sentimento de pátria, de povo e de integração muito grande.” Atualmente, ela está planejando uma exposição bastante interessante. “Vai se chamar Expansão Líquida. São desenhos naturais feitos na areia da praia; não por mim, pelo Criador. Eles são fotografados e eu preencho com vermelho ou com azul”.

eva-le-campion-1

eva-le-campion-2

eva-le-campion-6

Já a sua intervenção na logomarca do Aqui Acolá está inserida num trabalho que Eva fez para doar a uma casa de apoio aos portadores de câncer. “Eu quis fazer um encontro do vegetal com o humano, como se isso fosse a cura”, diz ela. “Também tem elementos como o bordado, o étnico e muito branco, o que foi um desafio para mim”.

Eva Le Campion vê a pintura e as expressões artísticas como algo indispensável e indissociável da vida. “A arte é a maneira que eu encontro da vida ser mais feliz. É o jeito que eu tenho de transformar toda a dor que vejo no mundo em significado e sabedoria. A arte faz parte de mim”, revela.

um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: