Artes Exposições

Centenário lembra história do “Rei dos 8 Baixos”

O ano de 1915 foi marcado pelo nascimento daquele que viria a se tornar o “Rei dos 8 Baixos”. Nacionalmente conhecido, o penedense Gerson Filho foi o primeiro solista de oito baixos a gravar profissionalmente em disco. O Aqui Acolá conversou com José Lessa, um dos maiores pesquisadores da obra do artista e editor do Blog Forró Alagoano, que explica quem foi Gerson Filho, qual seu real legado e como alcançou fama e ganhou projeção nacional.

O ano de 1915 foi marcado pelo  nascimento daquele que viria a se tornar o “Rei dos 8 Baixos”. Nacionalmente conhecido, o penedense Gerson Filho foi o primeiro solista de oito baixos a gravar profissionalmente em disco. O Aqui Acolá conversou  com José Lessa, um dos maiores pesquisadores da obra do artista e editor do Blog Forró Alagoano, que explica  quem foi Gerson Filho, qual seu real legado e como alcançou fama e ganhou projeção nacional.

Pouco lembrado pela grande mídia, o Centenário de Gerson Filho quase passa despercebido, não fosse à persistência  de José Lessa, que mobilizou familiares, artistas e o poder público para relembrar a trajetória e importante contribuição do alagoano para música nacional. O editor do Forró Alagoano explica como descobriu a data do nascimento de Gerson.

Comemorações do Centenário

O alagoano nasceu no mês maio, mas foi só em junho que as comemorações pipocaram em Alagoas. Gerson Filho e Clemilda dividiram com os 200 de Maceió o tema das festas juninas oficiais da capital alagoana: “São João dos 200 anos, lembrando Clemilda e Gerson Filho”.

Também durante as festividades juninas, foi montada no Museu da Imagem e do Som (MISA) a exposição “Gerson FilhoRei dos 8 Baixos”, que segue em cartaz até 31 deste mês, e tem curadoria de José Lessa.  Na ocasião do lançamento aconteceu também um Arraial com quadrilhas e  apresentações musicais.

Em Arapiraca, o projeto Cultura na Praça, comandado por Afrísio Acácio, dedicou uma de suas edições ao artista penedense. E por falar em Penedo, a histórica cidade  não comemorou o Centenário do filho ilustre.

Exposição "Rei dos 8 Baixos", em cartaz no MISA, até 31 de julho. Foto: Isaac Neves
Exposição Gerson Filho – “Rei dos 8 Baixos”, em cartaz no MISA, até 31 de julho. Foto: Isaac Neves

Peculiaridades da trajetória do Rei dos 8 Baixos

Aqui vamos destacar alguns pontos que consideramos importantes na trajetória de Gerson Filho, dentre eles: o casamento com Clemilda, os pseudônimos que ele adotou,  e os artistas que gravaram suas canções.

Clemilda – A grande parceira 

Gerson-e-Clemilda-1968

Um dos grandes acontecimentos da história de Gerson Filho foi o encontro com sua parceira de vida e de palco, a também alagoana Clemilda.

No começo dos anos 60 Clemilda decidiu “tentar a sorte” no Rio de Janeiro, onde conseguiu emprego como garçonete. Até então ainda não havia descoberto o dom artístico que tinha. Em 1965 cantou pela primeira vez na Rádio Mayrink Veiga, no programa “Crepúsculo Sertanejo“. Foi nessa ocasião que a história de amor entre os dois nascia. Pouco tempo depois se casaram.

Parceiros na vida, o amor entre os dois atravessou o campo pessoal e chegou aos palcos.  Clemilda participou de dois LPs de Gerson Filho. E acompanhada de Gerson Filho, Clemilda estourou nas paradas de sucesso com a música “Prenda o Tadeu”, em 1985, e ganhou seu primeiro Disco de Ouro.

gerson-filho-apresenta-clemilda-capa-604x620

hqdefault

Gerson Filho – e seus pseudônimos

Além de suas produções próprias, Gerson Filho também lançou alguns pseudônimos para fins comerciais. José Lessa explica como foi essa história dos “Zés” –  Zé Piaba, Zé Piatã, Zé Mamede, Zé da Onça e Zé do X.

Zé-Piaba-e-seu-8-biaxos-620x613

Gerson Filho – compositor               

As melodias tiradas do fole de Gerson Filho se transformaram em belas canções na voz de artistas como Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, Fagner, Osvaldinho, Elizete Cardoso, e na voz da própria Clemilda, que além de gravar, também dividiu com ele algumas composições.  E mais recentemente, Gerson Filho teve algumas de suas músicas regravadas pela Banda Mastruz com Leite.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: